Datena anuncia pré-candidatura à presidência pelo PSL em 2022

O apresentador José Luiz Datena anunciou nesta sexta-feira que é pré-candidato à presidência da República nas eleições de 2022. Se confirmado no pleito, ele concorrerá pelo PSL, partido que elegeu Jair Bolsonaro em 2018.
“Hoje, nesse momento, como o partido, o Luciano Bivar (presidente da sigla) e a executiva do partido decidiram, eu sou pré-candidato à presidência da República”, declarou em entrevista à Rádio Bandeirantes. “O partido quer, insiste. Precisamos esperar para ver como ficará o cenário. Terá convenção ainda, pode aparecer outro. Mas por enquanto sou eu.”

Datena filiou-se ao PSL no início da semana, mas, na ocasião, havia indicado que seu foco era a disputa de uma vaga no Senado. Ele esclareceu que mudou de opinião por decisão do partido, mas que a candidatura à sucessão de Bolsonaro ainda não está definida.

O apresentador explicou que a continuidade do projeto dependerá dos resultados nas pesquisas eleitorais. Se tiver boa aceitação do povo, vai disputar a presidência. Caso contrário, pode mesmo tentar um cargo no Senado ou até no Governo de São Paulo.

“Eu também não sou um cara burro. Se eu estiver perdendo de 10 a 0, não dá para empatar. Mas se passar de dois dígitos de avaliação em pesquisa, eu vou para o pau com os caras e não tenho medo de nenhum deles”, afirmou. “Tenho possibilidade de senado e governo, também, se a campanha não decolar.”

Questionado sobre um posicionamento de oposição a Jair Bolsonaro, o apresentador preferiu não se ater somente ao presidente: “Eu vou ser oposição ao Bolsonaro, ao Lula, ao Ciro (Gomes), todo mundo”.

Pesquisa Datafolha

A mais recente pesquisa Datafolha sobre a eleição presidencial do ano que vem, divulgada nesta sexta-feira, ainda não continha o nome de Datena entre os possíveis candidatos. Nela, Lula apareceu com vantagem no primeiro e no segundo turno.

No levantamento espontâneo, ele marcou 58% contra 31% de Bolsonaro em um possível segundo turno. No primeiro, o petista também tem vantagem sobre o atual presidente: 26% a 19%.

Na pesquisa estimulada, a vantagem de Lula sobre Bolsonaro é consideravelmente maior. Foram avaliados dois cenários, sendo um com João Doria como candidato do PSDB e outro com Eduardo Leite. E em ambos o petista teve 46% contra 25% do atual presidente.

Créditos: Yahoo!