Procon-AM volta a multar a Claro/Net em R$ 3,6 milhões por apagão de internet

O Instituto de Defesa do Consumidor (Procon-AM) multou novamente em R$ 3,6 milhões a empresa Claro/NET. A autuação é referente ao apagão de internet ocorrido em Manaus no dia 12 de fevereiro deste ano.

No início deste mês, o Procon-AM já havia multado a empresa, com o mesmo valor, por um apagão também ocorrido em fevereiro. A Claro/NET tem dez dias para apresentar recurso em relação ou para responder à nova notificação.

A empresa deve informar ao Procon-AM o número de consumidores afetados pelo apagão, e de que forma será realizado o abatimento do valor correspondente nas faturas que ainda irão vencer.

“Esses apagões de internet afetaram toda a população e causaram prejuízos, porque as pessoas precisam deste serviço para trabalhar, estudar, os estabelecimentos também amargaram prejuízos. Nas duas ocasiões, notificamos a empresa e não recebemos respostas satisfatórias, e isso resultou nas multas”, explica o diretor-presidente do Procon-AM, Jalil Fraxe.